A página da PiBiogás está hospedada no site do MCTI e disponibiliza ferramentas digitais e gratuitas para o mercado brasileiro de biogás.

 

Quinze instituições lançaram nesta terça-feira (29/06) a Plataforma de Informações do Biogás, uma rede de colaboração digital que reúne entidades interessadas em dinamizar o mercado de biogás e biometano no Brasil. Denominada como PiBiogás, a Plataforma foi apresentada durante um webinar transmitido ao vivo pelo canal do projeto GEF Biogás Brasil no YouTube. Participaram representantes de todas as quinze entidades fundadoras da Plataforma.

O objetivo principal da PiBiogás é facilitar e ampliar o acesso do mercado de biogás e biometano a ferramentas e serviços digitais oferecidos pelas entidades colaboradoras, fomentando ações conjuntas de comunicação e divulgação.

A Plataforma reúne ministérios, empresas públicas ou de economia mista, entidades setoriais, instituições de pesquisa e programas internacionais. A nova rede colaborativa é uma iniciativa do projeto GEF Biogás Brasil, que é liderado pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI), financiado pelo Fundo Global para o Meio Ambiente (GEF), implementado pela Organização das Nações Unidas para o Desenvolvimento Industrial (UNIDO) e executado pelo Centro Internacional de Energias Renováveis (CIBiogás).

“É fundamental ressaltar esse esforço de integração de parceiros”, reforça o Secretário da Empreendedorismo e Inovação do MCTI, Paulo Alvim. “A Plataforma cumpre um papel fundamental na difusão de informações, viabiliza o acesso ao conhecimento e gera novas oportunidades de negócios, novas oportunidades para empreeender”, diz o Secretário.

“A Plataforma é uma ferramenta prática que oferece soluções práticas. Queremos fomentar o empreendedorismo e a inovação”, explica o Representante da UNIDO para o Brazil e a Venezuela, Alessandro Amadio.

A página da Plataforma de Informações do Biogás, hospedada e mantida pelo site do MCTI, permite que empreendedores, investidores, gestores públicos e privados, fornecedores de equipamentos e serviços, estudantes e pesquisadores encontrem com mais facilidade ferramentas digitais que auxiliem na tomada de decisão e na produção de informações qualificadas que resultem em projetos de biogás. Ela agrega entidades-chave do setor de biogás no Brasil, facilitando o acesso a lançamentos e permitindo um ambiente colaborativo de troca de informações.

webinar de lançamento pibiogas

Representantes da rede de colaboração digital que reúne entidades interessadas em dinamizar o mercado de biogás e biometano no Brasil. (Reprodução: UNIDO)

O Diretor Presidente do CIBiogás, Rafael González, define a Plataforma como um meio de integrar esforços de diversos atores, entregando informações e ferramentas para o setor. “O biogás é um mercado em crescimento. Precisamos de informações qualificadas para que o setor possa se desenvolver e ampliar a participação deste energético no país”, afirma.

A página da PiBiogás foi lançada com dez ferramentas digitais. Entre elas, estão incluídas ferramentas que permitem a análise customizada de projetos, o acesso a informações geolocalizadas sobre a produção de biogás no país, cursos online voltados para o setor, bibliotecas digitais, entre outras ações.

A PiBiogás é coordenada pela Secretaria de Empreendedorismo e Inovação do MCTI e conta com uma assembléia composta pelas seguintes entidades: Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), Ministério de Minas e Energia (MME), Ministério do Meio Ambiente (MMA), Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR), Itaipu Binacional, Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), Associação Brasileira do Biogás (ABiogás), Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), Federação das Indústrias do Estado do Paraná (Fiep), Companhia de Saneamento do Paraná (Sanepar), Programa de Energia para o Brasil (BEP) do governo britânico, Low Carbon Business Action (LCBA) e CIBiogás.

Além do Secretário Paulo Alvim e do Representante Alessandro Amadio, participaram do webinar de lançamento o Diretor Presidente do CIBiogás, Rafael González; a Diretora do Departamento de Produção Sustentável e Irrigação do MAPA, Mariane Crespolini; o Coordenador Geral de Biodiesel e Outros Combustíveis do MME, Renato Dutra; o Secretário Adjunto da Secretaria de Clima e Relações Internacionais do MMA, Marcelo Freire; o Coordenador de Articulação Institucional do MDR, Jamaci Junior; o Engenheiro na Área de Energias Renováveis de Itaipu, Maycon Vendrame; o Gerente Nacional de Competitividade do Sebrae, Cesar Rissete; a Gerente Executiva da ABiogás, Tamar Roitman; o Chefe Adjunto de Pesquisa e Desenvolvimento da Embrapa, Airton Kunz; o Coordenador do Conselho Temático de Energia da Fiep, Rui Londero; o Diretor de Meio Ambiente e Ação Social da Sanepar, Julio Gonchorosky; o Gerente de Pesquisa e Inovação da Sanepar, Gustavo Possetti; a Diretora do Programa de Energia para o Brasil (BEP) do governo britânico, Clarissa Vargas; e o Oficial de Ligação do Low Carbon Business Action (LCBA), Pedro Ubeda.

Ao final do webinar, foi feita uma homenagem à Coordenadora Nacional de Energia do Sebrae, Andrea Faria, que trabalhava junto com a equipe do projeto GEF Biogás Brasil e faleceu neste mês.

Acesse a Plataforma de Informações do Biogás (PiBiogás): www.gov.br/mcti/pibiogas

Saiba mais sobre o projeto GEF Biogás Brasil, liderado pelo MCTI e implementado pela UNIDO: www.gefbiogas.org.br