Se você conhece um pouco sobre biogás, sabe que para um projeto funcionar da melhor forma, é adequado  que ocorram análises nas unidades de produção de biogás. Com o crescimento do mercado e o bom desenvolvimento tecnológico em prol das iniciativas ambientais, foram surgindo novas formas para efetivamente realizar as análises de biogás. A seguir, você vai descobrir um pouco mais sobre esse processo tão relevante que contribui para o uso do biogás no Brasil e no mundo. 

Qual a finalidade da análise do potencial de produção de biogás?

A análise do potencial de produção de  biogás nada mais é do que parte inicial do processo, para analisar a viabilidade do uso da matéria-prima. As análises medem, a partir do porte de cada modelo de projeto, a quantidade de biogás que as matérias-primas poderão produzir, e isso, consequentemente, irá determinar o custo de implantação e operação do processo, além de validar a idade das tecnologias envolvidas para a aplicação energética, térmica ou veicular. 

Por que um investimento em biogás precisa ser analisado desta forma? 

A partir do momento no qual o modelo de negócio começa a tomar forma é necessário que os envolvidos estejam cientes da quantidade e qualidade do biogás em questão, visto que o bom desempenho da fonte durante todo o processo de biodigestão até a sua aplicação em um determinado local, influenciará nos custos operacionais e nos desgastes operacionais dentro da usina, garantindo assim a boa performance no quesito qualitativo e financeiro do negócio. 

Laboratório de biogás

Laboratório de biogás localizado no CIBiogás – Foz do Iguaçu (PR)

No quesito potencial de produção de biogás, quando falamos em análise, primeiramente o que pode vir à mente são os laboratórios, ambientes especializados e preparados para esse tipo de operação. Em Foz do Iguaçu, desde 2011, o Laboratório de biogás, localizado dentro do CIBiogás, é um dos principais do país focado na análise e produção de biogás. 

O Laboratório é o primeiro do país que tem acreditação pela Coordenação Geral de Acreditação do Inmetro –  do Inmetro – CGCRE na norma ISO 17025:2017, para o ensaio de Potencial Bioquímico de Metano. Por meio do ensaio de Potencial Bioquímico de Metano é determinado o potencial máximo de biogás que uma amostra produz em laboratório e quanto metano há nesse biogás, ou seja, é a medição do potencial energético da matéria-prima. Em resumo,  é possível identificar o potencial de produção de biogás e metano por tonelada de matéria-prima. Focado no estudo de biomassa, o laboratório já realizou mais de 37 mil ensaios.

Quando já há um sistema de biodigestão instalado, os ensaios físico-químicos das amostras são utilizados para avaliar a eficiência na produção de biogás dos biodigestores instalados. O objetivo do Laboratório, em conjunto com a expertise de Operações, é fazer com que as unidades sempre alcancem a melhor performance, ou seja, maneiras de aumentar a produção de biogás com a mesma quantidade de matéria-prima disponível no local. Assim, no escopo de serviços do Laboratório do biogás estão:

  • Caracterização físico-química de amostras;
  • Determinação de potencial de produção de biogás (potencial bioquímico de metano – PBM);
  • Emissão de relatórios técnicos e pareceres.

Sistema Portátil de Análise de Biogás

Sistema Portátil de Análise de Biogás em campo (CHP Brasil)

Além das medições feitas pelo  Laboratório de biogás, existem soluções essenciais para avaliar o bom desempenho de uma planta de biogás. O Sistema Portátil de Análise de Biogás lançado pela CHP Brasil, uma das associadas do CIBiogás, possui uma proposta diferenciada para o mercado. O analisador de biogás consegue medir no local instalado, a quantidade (vazão) e qualidade do biogás gerado em tempo real. Essa análise é complementar às laboratoriais, já que ocorrem nas plantas produtoras de biogás, em tempo real, permitindo a realização de uma campanha de medição de  dias ou semanas, a real quantidade de biogás disponível em cada planta. 

A medição da qualidade do biogás é por meio de raios infravermelhos e sensores eletroquímicos, já a vazão é medida com um sensor de dispersão térmica, que possui elevada precisão mesmo com baixa pressão do biogás. Além disso, o equipamento é portátil e prático, podendo ser facilmente e rapidamente levado à qualquer local que tenha um biodigestor e a quem quiser conhecer e quantificar sua produção de biogás

Uma análise substitui a outra?

Não. Como já foi dito, as análises são diferentes, porém complementares. Se você precisa saber qual é o potencial de produção de biogás da sua planta, indicamos o investimento em uma análise laboratorial. Se você precisa saber quanto efetivamente a sua planta está produzindo de biogás em tempo real na unidade, é indicado contratar o sistema portátil da CHP Brasil.

A combinação das duas análises permite a indicação de propostas para o aprimoramento da operação da unidade, a fim de melhorar a performance da planta. 

Quer saber mais sobre o Sistema Portátil de Análise de Biogás CHP Brasil? Clique aqui e entenda detalhes sobre este serviço.