Estão abertas até este domingo (8) as inscrições para o curso de pós-graduação Especialização em Tecnologias da Cadeia Produtiva do Biogás. São oferecidas 60 vagas. A inscrição deve ser feita no site do Centro Internacional de Energias Renováveis-Biogás (CIBiogás): www.ciobiogas.org/posgraduacao. O público-alvo é formado por profissionais que atuam nesta área ou que objetivam aprofundar conhecimentos práticos para o dimensionamento de plantas de biogás, estimativa do potencial de produção de biogás de resíduos rurais e urbanos e análise de viabilidade econômica de projetos.

O superintendente de Energias Renováveis da Itaipu Binacional, Paulo Schmidt, destaca que a oferta da especialização é convergente com todo o esforço e pioneirismo da hidrelétrica para promover o uso e a consolidação das energias renováveis no Brasil. “O biogás é uma proposta viável para alavancar o desenvolvimento sustentável, principalmente na região Oeste do Paraná. Por isso é muito importante ter profissionais qualificados, à altura dos projetos desenvolvidos”, afirma.

Seleção

Os critérios para seleção de alunos incluem análise de atividades profissionais e histórico escolar.O curso semipresencial, com 360 horas/aula, está dividido em 12 meses. A iniciativa é resultado de uma parceria entre a Itaipu Binacional e o Câmpus Medianeira da Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR). A matrícula tem custo de R$ 100. As mensalidades podem ser parceladas em até 18 vezes de R$ 334,32.

As aulas serão oferecidas à distância. O curso contempla alguns encontros presenciais, um evento de defesa de trabalho e a participação em palestras sobre produção e aproveitamento do biogás. Também estão previstas visitas técnicas a plantas de biogás em operação. Todos os professores são mestres e doutores no tema.

“Essa especialização busca capacitar profissionais para suprir a demanda de mercado na implantação e operação de plantas de biogás, aliando o tratamento à geração de benefícios econômicos, por meio da energia e do biofertilizante produzidos”, afirmou Thiago Edwiges, professor de Gestão e Tratamento de Resíduos da UTFPR.

Os alunos terão as seguintes disciplinas: Metodologia da Pesquisa, Gestão territorial para o desenvolvimento do biogás, Nexo Água x Energia x Alimentos, Métodos químicos de análise para monitoramento de plantas de biogás, Conversão de substratos de origem rural em biogás, Conversão de substratos de origem urbana em biogás, Operacionalização e dimensionamento de biodigestores, Purificação de biogás, Aplicações do biofertilizante, Conversão de energia e Gestão e viabilidade econômica de projetos. Ao final do curso, os formandos e as formandas receberão o Certificado de Especialista em Tecnologias da Cadeia Produtiva do Biogás.

Oportunidade

A especialização busca qualificar profissionais para um mercado em expansão no Brasil e no mundo. De acordo com a Agência Internacional de Energia Renovável (Irena) as energias renováveis empregavam aproximadamente 9,8 milhões de pessoas em 2016. O Brasil é o segundo país com mais empregos no setor, com 876 mil oportunidades, atrás apenas da China. O biogás está entre as dez fontes energéticas em desenvolvimento que mais geraram emprego no mundo, com 333 mil postos de trabalho no ano passado. As vagas estão concentradas no Brasil, China, Estados Unidos e Índia. (Com assessoria da UTFPR e do CIBiogás)

Resumo: 

Curso no formato EaD, com avaliações presenciais, oferece capacitação de 360 horas para quem deseja se tornar especialista neste tema, em ascensão no mercado de trabalho