Laboratório

O primeiro laboratório de biogás do Brasil acreditado pelo INMETRO: credibilidade na análise do potencial de produção de biogás

 

O laboratório do CIBiogás, que analisa o potencial de produção de biogás usando diferentes matérias orgânicas como fonte de energia se tornou - em 2016 - o primeiro laboratório de biogás do Brasil acreditado pelo Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (INMETRO) na norma ISO 17025:2005, atendendo critérios exigidos mundialmente.
 
O Laboratório de Biogás foi fundado, em 2011, em Foz do Iguaçu (PR), por meio de parceria entre ITAIPU Binacional, a Organização das Nações Unidas para o Desenvolvimento Industrial (ONUDI), a Fundação Parque Tecnológico Itaipu (FPTI), a Universidade Federal da Integração Latino-Americana (Unila), Universidade de Recursos Naturais e Ciências Aplicadas à Vida (Boku), de Viena, na Áustria, e a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa).
 
Ele foi criado como uma réplica do Laboratório da Universidade de Boku, reconhecida pela Rede Europeia de Biogás e trabalha, principalmente, no estudo analítico de diferentes biomassas do oeste do Paraná, com foco na produção de biogás. O espaço visa tornar-se referência para a implantação de outros laboratórios de biogás nas diversas regiões do Brasil, atendendo à grande variedade de biomassa de nosso país.


 

 

Serviços prestados

 

Ensaio realizado para determinar o teor de sólidos totais do substrato. É utilizado para interpretação quantitativa, em uma amostra, da presença total de matéria que não seja água, seja na forma de substâncias dissolvidas, coloidais ou em suspensão.
O resultado obtido na determinação dos sólidos totais é submetido à ignição a 550ºC. A fração orgânica volatiliza-se, e a fração inorgânica permanecerá como cinzas ou sólidos fixos.
Refere-se ao conteúdo orgânico dos sólidos. É obtido pela diferença entre o resultado dos sólidos totais e o resultado dos sólidos fixos. A determinação de sólidos voláteis é realizada para caracterização da matéria biodegradável.

É o símbolo para a grandeza físico-química potencial hidrogeniônico, que indica a acidez, neutralidade ou alcalinidade de uma solução aquosa.
É definida como a quantidade de um oxidante químico específico que reage com a amostra, sob condições controladas de temperatura. Esse método é usado como uma mensuração de poluentes (matéria orgânica) em águas residuais e naturais.
É a determinação de compostos químicos (bicarbonatos, hidróxidos e carbonatos) usada no controle de água e de efluentes. A quantidade de alcalinidade está relacionada com a decomposição da matéria orgânica e com a alta taxa respiratória dos micro-organismos com liberação de gás carbônico.
Quantidade de material que sedimenta, por ação da força de gravidade, a partir de um litro de amostra em repouso, por 1 hora, em cone de Imhoff. É constituído pelos materiais inicialmente em suspensão em águas e efluentes domésticos e industriais. Eles podem ser removidos por sedimentação, após um período de decantação.
Os sulfatos são classificados como um dos mais potentes inibidores da digestão anaeróbia. Servem como receptor de elétrons para bactérias redutoras de sulfato, podendo resultar em competição entre os grupos de bactérias e metanogênicas.
Esse ensaio determina o potencial de produção do biogás e metano de uma biomassa por teste de fermentação em batelada, quantificando e caracterizando os gases que são produzidos. O objetivo dessa análise é determinar quais são os substratos que produzem maior quantidade de metano. Quanto maior o teor de metano no biogás, melhor o seu potencial energético. A produção de biogás basicamente depende dos componentes orgânicos (incluindo gorduras, proteínas e carboidratos) que são degradados biologicamente, em condições anaeróbicas.
Determina a composição do biogás, a qual depende da composição do substrato e dos parâmetros do processo de fermentação. Os parâmetros analisados são Metano(%), Dióxido de Carbono(%), Oxigênio(%) e Gás Sulfídrico (ppm). A quantidade de metano contida varia entre 50% a 80% do volume.
 

 

Clique aqui e contrate os serviços prestados pelo laboratório.


 

ONDE ESTAMOS

 Av. Tancredo Neves, 6731
Edifício das Águas - Sala 11
Parque Tecnológico Itaipu
Foz do Iguaçu - Paraná - Brasil

CONTATO

Telefone: +55 45 3576-7166
Email: cibiogas@cibiogas.org

REDES SOCIAIS