Com a pandemia causada pelo novo coronavírus (Covid-19), várias instituições envolvidas com o biogás foram impactadas, bem como o CIBiogás. Em todo o mundo as mais diversas empresas aderiram ao trabalho em casa, o home office. E no meio rural, os trabalhadores também estão lidando com os efeitos econômicos da doença, como o aumento do preço de insumos, por exemplo. Mas, acreditamos que neste momento é preciso reduzir os impactos negativos e por isso, apresentamos boas práticas para cuidar da sua planta de biogás em tempos de Covid-19 e isolamento social. 

Monitoramento remoto das plantas de biogás 

Localizada em Foz do Iguaçu (PR), a UD Itaipu é responsável pela produção de biogás e biometano – que abastece os carros da usina. Os biodigestores, que em tempos normais recebiam diariamente resíduos orgânicos provindos dos restaurantes de Itaipu. Dessa forma, com a pandemia as atividades não essenciais foram paralisadas e, para evitar a falência dos mesmos, foi criado um cronograma de abastecimento das máquinas com resíduos externos disponíveis, como o cacau, milho e óleo. 

Quanto a operação da planta, a instituição reduziu as atividades da equipe. Além de terem sido orientados sobre a higienização constante do local de trabalho e pessoal, e cuidados básicos com a saúde dos mesmos. 

Mas e quando a manutenção não acontece?

Como a produção de biogás é o resultado da degradação da matéria orgânica feita por bactérias, caso essa alimentação seja interrompida,  o potencial de produção reduz pela redução da matéria orgânica, que pode resultar na morte dos microrganismos por falta de alimento e consequente colapso do biodigestor. Conheça os prejuízos decorrentes dessa ação: 

  • Esvaziamento e limpeza do biorreator para retirada total da biomassa; 
  • Reinoculação do biorreator para recomeçar o processo; 

É importante destacar que a inoculação (início da digestão anaeróbia para produção do biogás) deve ser feita com dejetos de animais, pois eles já contém bactérias da flora intestinal que naturalmente produzem gases, diferentemente dos resíduos orgânicos. 

Covid-19 e biogás: soluções tecnológicas para continuar a produção

Para poupar a equipe do alto contágio da Covid-19, o monitoramento remoto das plantas de biogás tem sido a solução. Em tempo real, é possível acompanhar o volume de produção de biogás, saber como todos os componentes do sistema estão operando. Portanto, a tecnologia permite que toda equipe acompanhe a dinâmica do biogás, evitando a aglomeração de colaboradores na planta. A vantagem possibilita o envolvimento dos funcionários mesmo à distância. 

Nesse período, o engenheiro eletricista e coordenador da área de Engenharia e Operações do CIBiogás, Thiago Lippo, afirma: “São medidas importantes para destacar a relevância a aplicação de tecnologias automatizadas, que permitem uma forte interação entre operadores e máquinas, remotamente.”

Meio Rural: Qual o prejuízo para os suinocultores? 

Mesmo com as adaptações das empresas nos centro urbanos, ainda há muitas áreas sendo afetadas pelo Covid-19. Com a grande contaminação, a economia vem sofrendo muito e isso reflete na vida dos agricultores e suinocultores que lidam com o biogás. 

Pedro Colombari, administra com a família a Granja São Pedro Colombari, em São Miguel do Iguaçu (PR), e conta que a questão econômica é a que vem sendo mais prejudicada.

“Muitos dos compradores de carne suína são restaurantes, bares e estabelecimentos que hoje estão parados, essa mercadoria começa a sobrar nos mercados e com isso o preço da carne começa a cair.” 

De fato, a pandemia trouxe mais incerteza ao mercado de suínos, e de acordo com as previsões do banco holandês, Rabobank, esse índice pode cair em até 20% em 2020, mas que se recupera nos próximos meses.  Apesar das incertezas, os problemas podem não se estender, o banco acredita que as importações de todos os tipos de proteína da China podem continuar normalmente ou até aumentar neste ano.

Covid-19 em animais e a biossegurança

Todavia, mesmo com a alta transmissão do novo coronavírus entre seres humanos, a preocupação também se estendeu para os bichos. Mas até então, não há nenhuma confirmação sobre a transmissão da Covid-19 entre animais, geralmente eles são apenas hospedeiros. 

Entretanto, como esse é um novo coronavírus, o comportamento do microorganismo é diferente nos bichos, o que até o momento não possibilita essa transmissão entre cães e gatos, por exemplo. 

Porém, cientistas ainda estudam o comportamento do vírus em outros portes e espécies de animais, mas até então, não há nenhuma confirmação. Neste caso, destacamos a preocupação da contaminação do Covid-19, aos porcos, pelo manejo constante dos suinocultores com os animais que ajudam na produção de biogás.

Covid-19 e Biogás: Cuidados com os animais não podem passar em branco

Covid-19 e Biogás: Porcos ainda não representam uma ameaça com o vírus.

No seu plantel, Pedro Colombari, conta que no espaço da suinocultura, ele sempre teve o cuidado de biossegurança para evitar a entrada de pessoas não autorizadas na granja, além de respeitar os avisos sanitários para entrar na propriedade com o uso obrigatório de calçados e roupas apropriados.

” Nesta situação, o produtor diz que outro problema é a chegada de matérias primas que são importadas da China, visto que o dólar teve um aumento significativo. O impacto afeta diretamente a suinocultura. 

Mas afinal, Covid 19 e biogás: como manter a produção em tempos de isolamento social?

Aliás, reforçamos que as boas práticas, e de forma resumida as dicas são:

  • manter alimentação básica dos biodigestores; 
  • realizar regime de escala entre as pessoas que realizam a manutenção das plantas;
  • utilizar soluções remotas de monitoramento da produção de biogás;
  • respeitar as especificações de biossegurança para o plantel;
  • informar-se por fontes oficiais de notícias, para acompanhar a evolução das pesquisas e ciência sobre o COVID-19;
  • manter-se positivo, vamos superar a pandemia!

Independentemente de coronavírus ou não, a equipe do CIBiogás continua disposta a atender todas às necessidades envolvidas ao biogás, mesmo em casa.  Para mais informações sobre monitoramento remoto de plantas de biogás, dúvidas ou sugestões, entre em contato com o nosso time.

 

Fontes: CIBiogás, Canal Rural, Pet Love, G1, OMS.