O biogás

Transforme resíduos e dejetos em energia elétrica, térmica, biocombustível e ainda produza biofertilizante

A produção do biogás desponta como uma fonte alternativa de energia e também como uma solução para vários aspectos econômicos, sociais e ambientais. 

 

É uma mistura de gases composta principalmente por metano e dióxido de carbono, obtida normalmente através do tratamento de resíduos domésticos, agropecuários e industriais, por meio de processo de biodegradação anaeróbia, ou seja, na ausência de oxigênio.
O biogás gera energias elétrica e térmica, além de biocombustível (biometano). Durante o  processo, também há produção de biofertilizante.
Produtores rurais, aterros sanitários e indústrias relacionadas à agropecuária. Também é possível produzir biogás com esgoto e resíduos de alimentos (domésticos, comerciais e industriais).
O primeiro passo é fazer um Estudo de Viabilidade Técnica e Econômica (EVTE), incluindo a análise do potencial de produção de biogás dos resíduos agroindustriais, orgânicos e dejetos de animais disponíveis, a viabilidade econômica do projeto e qual a melhor solução tecnológica.
O CIBiogás presta consultoria em todos os passos da implantação e pós-implantação do biogás e ainda conta com uma rede de parceiros que pode atender a todos os clientes com soluções específicas para cada tipo de necessidade.
Logo após o Estudo de Viabilidade Técnica e Econômica.

A produção do biogás traz benefícios econômicos, ambientais e sociais.

- Econômico:

Para o produtor ou empresário: ele poderá utilizar energia elétrica ou térmica gerada pelo biogás para o abastecimento interno de sua propriedade ou empresa, fazendo com que o consumo de lenha ou eletricidade caia drasticamente. Além disso, poderá receber créditos ao fornecer energia para a rede. Há ainda a possibilidade de geração de biometano, biocombustível que pode ser usado em veículos convertidos a GNV (Gás Natural Veicular), deixando de consumir diesel ou gasolina, cortando custos. Além disso, poderá ser reaproveitado ou vendido o biofertilizante proveniente da transformação do biogás.

Para o Brasil: com o aumento da produção agroindustrial, gera-se receita e arrecadação para o país.

- Ambiental:

Com a produção do biogás por meio do reaproveitamento – principalmente de dejetos de animais - o produtor ou empresário deixa de contaminar o solo, lençóis freáticos, rios, açudes e o solo.
Além disso, evita-se lançar na atmosfera gases de efeito estufa, como o metano e dióxido de carbono produzidos pela decomposição dos dejetos. Esses gases provocam a elevação da temperatura do planeta. 

- Social:

Ao retirar resíduos ou dejetos do meio ambiente, evita-se odores desagradáveis e a proliferação de doenças causadas por moscas atraídas por esse material.
Outra vantagem social é a democratização do uso de energia. Por ser uma produção descentralizada, consegue-se levar eletricidade e gás para abastecer cozinhas, por exemplo, a comunidades que não tinham acesso a isso.

A Empresa de Pesquisa Energética (EPE) considera o potencial energético das biomassas* no Brasil, saltará de 210 milhões de TEP (Tonelada Equivalente de Petróleo) em 2013, para cerca de 460 milhões de TEP em 2050.

Já a Associação Brasileira de Biogás e Biometano (Abiogás) considera que o potencial nacional é de cerca de 20 bilhões de metros cúbicos ao ano nos setores sucroalcooleiro e na produção de alimentos. Já no setor de saneamento básico, resíduos sólidos e esgotos domésticos é de três bilhões de metros cúbicos ao ano.

*biomassas: matéria orgânica usada como fonte de energia.


ONDE ESTAMOS

 Av. Tancredo Neves, 6731
Edifício das Águas - Sala 11
Parque Tecnológico Itaipu
Foz do Iguaçu - Paraná - Brasil

CONTATO

Telefone: +55 45 3576-7166
Email: cibiogas@cibiogas.org

REDES SOCIAIS